Furiosos com eliminação, torcedores do São Paulo protestam no Morumbi .

torcida do São Paulo protestou em frente ao portão principal do estádio do Morumbi, após o empate sem gols contra o Talleres, nesta quarta-feira (13), resultando na eliminação do time tricolor na fase preliminar da Libertadore

Os torcedores xingaram o presidente Leco, o diretor de futebol Raí, o técnico André Jardine e alguns jogadores, entre eles Reinaldo e Diego Souza. “Raí, pede pra sair”, gritaram.

Policiais, com armas de borracha, e seguranças do Morumbi organizaram fileiras no estacionamento no lado de dentro do Morumbi.

“Boi, boi, boi, boi do Piauí. Agora eu quero ver é sair do Morumbi”, cantaram os torcedores (veja no vídeo acima).

Após perder a partida de ida por 2 a 0, o São Paulo precisava vencer por três gols de diferença para seguir vivo na Libertadores, mas não saiu do 0 a 0 no duelo desta quarta. Com informações da Folhapress.

Notícias ao Minuto Brasil

Moro edita regras para visitas em prisões federais de segurança máxima

Notícias ao Minuto Brasil

ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, editou portaria que torna mais rígidas as regras para as visitas sociais aos presos em penitenciárias federais de segurança máxima. De acordo com a norma, a visita no Sistema Penitenciário Federal pode ocorrer em pátio de visitação, em parlatório e por videoconferência. No entanto, quando de tratar de presídio federal de segurança máxima, as visitas serão restritas ao parlatório e por videoconferência, “sendo destinadas exclusivamente à manutenção dos laços familiares e sociais, e sob a necessária supervisão”.

A portaria, publicada nesta tarde em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), diz que a restrição não se aplica aos presos com perfil de réu colaborador ou delator premiado. Neste caso, será permitido visita social nos pátios.

Quanto à visita no parlatório, ela será assegurada ao cônjuge, companheira, parentes e amigos, separados por vidro, com comunicação por meio de interfone. Essa modalidade de visitação deverão ter agendamento prévio e duração máxima de até três horas e serão realizadas semanalmente, em dias úteis, no período vespertino, das 13h às 19h30, permitindo-se para cada preso o acesso de até dois visitantes, sem contar crianças.

A norma estabelece ainda que o preso que, no período de 360 dias ininterruptos apresentar ótimo comportamento carcerário, “fará jus, uma vez ao mês, à visita social em pátio de visitação, sob autorização do diretor do estabelecimento penal federal, devidamente fundamentada no relatório da autoridade disciplinar”.

A portaria do ministro Moro revoga duas outras anteriores sobre o assunto: a Portaria nº 10, de 4 de agosto de 2017, da Diretoria do Sistema Penitenciário Federal; e a Portaria nº 54, de 4 de fevereiro de 2016, do Departamento Penitenciário Nacional.

Bolsonaro diz que ‘baterá martelo’ sobre Previdência nesta quinta

Notícias ao Minuto Brasil

presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que “baterá o martelo” sobre proposta final da reforma da Previdência nesta quinta-feira (14). Ele falou em entrevista ao Jornal da Record, pouco antes de deixar o hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Sobre a proposta para a reforma da Previdência, Bolsonaro afirmou que ainda não decidiu se a idade mínima para aposentadoria será de 57 anos para mulheres e 62 para homens; ou se de 60 e 65.

“Minha grande dúvida foi se [a idade mínima] passaria para 62 ou 65 anos no caso dos homens; e 57 ou 60 para as mulheres. Isso vai ser decidido amanhã”, disse Boslonaro.

Segundo o presidente, dependendo da decisão sobre as idades mínima, haverá um período de transição até 2030.

Sobre as mudanças para na aposentadoria de policiais militares, civis e bombeiros, Bolsonaro afirmou que a regra será parecida com a que será aplicada aos militares.

A equipe econômica considera ter concluído a negociação com os militares, que aceitaram elevar o tempo na ativa de 30 para 35 anos (homens).

O vazamento da minuta de que seriam igualados os direitos de policiais militares e bombeiros aos integrantes das Forças Armadas gerou protestos. Lideranças do Congresso oriundas da PM ou dos Bombeiros questionaram a medida. Com informações da Folhapress.

Bolsonaro aumenta pressão sobre Bebianno por caso dos laranjas do PSL

IGOR GIELOW – Jair Bolsonaro responsabilizou o ministro Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral da Presidência) pela escalada da crise envolvendo a revelação de candidaturas laranjas bancadas pelo partido de ambos, o PSL.

O presidente quer uma solução rápida para o caso, discutiu com o ministro e o fez cancelar agendas, o que aumentou a pressão entre aliados para que Bebianno peça para sair do governo.

O cerco sobre Bebianno surgiu com a série de reportagens da Folha de S.Paulo mostrando que o partido do presidente, que era dirigido pelo hoje ministro durante a campanha eleitoral, destinou verbas milionárias do Fundo Partidário para candidatas com votações insignificantes a deputado federal pelo país.

Além disso, elas justificaram os gastos com empresas suspeitas de serem fantasmas ou ligadas a dirigentes do PSL, como o hoje ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio.

Internado em São Paulo para recuperar-se da terceira cirurgia decorrente do atentado que sofreu em setembro, Bolsonaro mostrou especial contrariedade com a reportagem do jornal do domingo (10), em que uma candidata com 274 votos amealhou o terceiro maior naco de verba pública destinada aos postulantes do PSL no Brasil. A Polícia Federal investiga o caso.

Demonstrando irritação a assessores, o presidente discutiu o caso com Bebianno, que vem tentando empurrar a responsabilidade para o então presidente licenciado da sigla, o deputado federal Luciano Bivar (PSL-PE), que é o dono do PSL e patrono da candidata dos 274 votos.

Dois generais que trabalham sob a alçada do ministro, mas são vistos pela ala militar do governo como garantidores do funcionamento da secretaria, foram informados da situação. São eles Floriano Peixoto e Maynard Santa Rosa, este visto por observadores do Planalto como um candidato natural a substituir Bebianno caso o ministro peça demissão.

Um militar que os conhece bem aposta, contudo, que eles trabalharão para tentar amainar a crise e evitar uma baixa expressiva no governo. Conhecido pelo estilo arestoso, Bebianno tem se destacado por notável tranquilidade no cargo, a que aliados creditam ao convívio com os generais -e seus conselhos.

Nesta terça (12), a notícia publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo de que Bebianno levaria dois ministros para discutir obras na região amazônica também desagradou o presidente, que determinou o cancelamento da viagem que ocorreria nesta quarta (13).

Oficialmente, Bebianno informou por meio de sua assessoria que a ida ao Pará foi suspensa porque Bolsonaro requisitou que todos os ministros com assento no Planalto estejam em Brasília no dia de sua volta à capital -o presidente deve deixar São Paulo, onde está internado desde o dia 27 de janeiro, na tarde desta quarta.

A tensão entre presidente e ministro levou também ao cancelamento, por ordem de Bolsonaro, de agendas de Bebianno ao longo do dia -em especial uma reunião marcada com o vice-presidente de Relações Institucionais da Rede Globo, emissora que é vista pelo núcleo familiar do mandatário como hostil ao governo. Além do encontro com Paulo Tonet Camargo, foi cancelado também conversa com o presidente da Federação Brasileira de Bancos, Murilo Portugal.

Bebianno é uma figura polêmica. Advogado de Bolsonaro, ele aproximou-se bastante do presidente durante sua internação após o atentado, quando passou a controlar toda sua agenda. Se não é um desafeto, tem relação conflituosa com os filhos do presidente, especialmente o deputado federal Eduardo (PSL-SP) e o vereador carioca Carlos (PSC).

Durante a transição, família e dirigente se estranharam na formação da área de comunicação do governo, que acabou ficando com um indicado por Eduardo, seu ex-assessor Floriano Barbosa. Ele foi colocado na chefia da Secretaria de Comunicação da Presidência, que foi retirada do guarda-chuva de Bebianno e transferida para o do ministro Carlos Alberto dos Santos Cruz (Secretaria de Governo).

Notícias ao Minuto Brasil

‘O partido que se explique’, afirma Mourão sobre laranjas do PSL

Notícias ao Minuto Brasil

Ovice-presidente, general Hamilton Mourão, disse que a apuração da Polícia Federal sobre candidatos laranjas do PSL é “um problema do partido”.

Filiado ao PRTB, única legenda a se coligar com o PSL de Jair Bolsonaro, Mourão nega que a apuração possa atingir o governo e o próprio presidente.

“O presidente pertence ao PSL, mas [isso] não tem nada a ver com a campanha dele. Então é problema do partido. O partido que se explique”, afirmou.

Ao deixar o Palácio do Planalto na noite desta terça-feira (12), Mourão disse não saber se Bolsonaro pediu explicações ao PSL sobre as suspeitas.

Reportagem da Folha de S. Paulo de domingo (10) revelou que o grupo do atual presidente do PSL, Luciano Bivar (PE), recém-eleito segundo vice-presidente da Câmara dos Deputados, criou uma candidata laranja em Pernambuco que recebeu do partido R$ 400 mil de dinheiro público na eleição de 2018.

Maria de Lourdes Paixão, 68, que oficialmente concorreu a deputada federal e teve apenas 274 votos, foi a terceira maior beneficiada com verba do PSL em todo o país, mais do que o próprio presidente Bolsonaro e a deputada Joice Hasselmann (SP), essa eleita com 1,079 milhão de votos.

O dinheiro do fundo partidário do PSL foi enviado pela direção nacional da sigla para a conta da candidata em 3 de outubro, quatro dias antes da eleição. Na época, o hoje ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, era presidente interino da legenda e coordenador da campanha de Jair Bolsonaro (PSL), com foco em discurso de ética e combate à corrupção.

Apesar de ser uma das campeãs de verba pública do PSL, Lourdes teve uma votação que representa um indicativo de candidatura de fachada, em que há simulação de atos de campanha, mas não empenho efetivo na busca de votos.

A PF intimou Lourdes a prestar depoimento na superintendência no Recife. A fala dela está marcada para às 11h desta quinta-feira (14). Na manhã desta terça, a reportagem esteve na residência de Maria de Lourdes e na sede do PSL em Pernambuco. Ela não foi encontrada em nenhum dos dois lugares. Com informações da Folhapress.

Marcos & Belutti, João Bosco & Vinícios são atrações confirmadas na 43ª Festa das Nações

A Festa das Nações é o maior evento de Guaíra e um dos mais importantes eventos beneficentes do Paraná. A festa que beneficia diversas entidades filantrópicas já está na sua 43ª edição com absoluto sucesso.

Este ano a programação será de 26 de abril a 1 de maio e terá o melhor da culinária das 7 nações homenageadas no evento, apresentações culturais e artísticas, concurso da rainha, concurso cultural entre as colônias, Fronteira do leite, Exposição comercial e Industrial e o tradicional show de prêmios, que este ano terá inovações.

Os shows principais  serão com artistas renomados e por ser uma festa beneficente, o Município de Guaíra junto com a Comissão Central Organizadora, entende que não deve ser cobrado a entrada.

Dia 26 de abril a dupla Cassio e Marcos faz a abertura da festa. Dia 27 é a vez de Marcos e Belutti subir ao palco para o delírio dos fãs. Dia 29, Lucas Reis e Thacio darão continuidade a festa e no dia 30 a dupla João Bosco e Vinícius se apresentam novamente em Guaíra, após 8 anos.

José Delfino, presidente da comissão central organizadora da 43ª Festa das Nações de Guaíra enalteceu a grandiosidade do evento e agradeceu a parceria com o município, que segundo ele, garantirá o sucesso da festa. (áudio Delfino)

O lançamento da festa aconteceu no Auditório da Câmara Municipal. A presidente do legislativo guairense, a vereadora Lumi Suga, destacou a importância do evento e fez um apelo para que mais pessoas se coloquem como voluntários durante a realização da festa. ( áudio Lumi)

A 43ª Festa das Nações de Guaíra acontecerá no Centro Náutico e Recreativo Marinas. As reuniões para acertar os demais detalhes do evento continuarão sendo realizadas nas próximas semanas.

Delfino

Lumi

Lava Jato denuncia Fernanda Richa por lavagem de dinheiro

A ex-secretária de Estado do Paraná, Fernanda Richa, esposa do ex-governador Beto Richa, foi denunciada nesta terça-feira (12) pela Força Tarefa Lava Jato. Ela é acusada pelo crime de lavagem de dinheiro em um processo que investiga esquema de propina em contratos de pedágio no Estado.

O nome da ex-primeira dama foi incluído na mesma denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) no dia 29 de janeiro, segundo a força-tarefa, após análise de novas provas. Na denúncia também constam os nomes do ex-governador, de um dos filhos do casal, André Richa, e do contador da família, Dirceu Pupo, denunciados por lavagem de dinheiro na compra de um terreno em um condomínio de Curitiba, em 2012.

Esta é a segunda denúncia contra Beto Richa apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) envolvendo um esquema de pagamento propina em contratos de pedágio. A primeira tratava dos crimes de corrupção passiva e pertencimento a organização criminosa.

Nesta segunda denúncia, os procuradores afirmam que um dos destinos de parte da corrupção recebida por ele era a incorporação do dinheiro, de forma dissimulada, ao patrimônio de familiares com atos de lavagem de dinheiro na aquisição de imóveis em nome da Ocaporã Administradora de Bens.

Segundo o MPF, Fernanda Richa chamou para si a “responsabilidade da venda dos lotes no empreendimento Alphaville, que foram entregues em pagamento pelo lote do Beau Rivage. Afirma, pois, seu envolvimento no crime denunciado, na medida em que o MPF, com os documentos anexados no evento 1, faz prova de que houve, na referida transação imobiliária (em que ela própria afirma ter se envolvido), ocultação de dinheiro ilícito proveniente de crimes praticados por Beto Richa”, diz um trecho destacado pelo portal G1.

Em depoimento ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, relacionado a outra operação, a Rádio Patrulha, que investiga irregularidades no Programa Patrulha no Campo, em que Fernanda também é questionada sob suspeita de lavagem de dinheiro, ela cofirma que o contador Dirceu Pupo era o responsável por transações envolvendo a compra e venda de bens imóveis realizadas em nome de empresas em nome dela e de filhos. (Veja o vídeo).

Na Operação Integração, em que a Lava Jato investiga fraude na concessão de pedágios, segundo o MPF, o esquema desviou R$ 8,4 bilhões por meio do aumento de tarifas de pedágio do Anel de Integração, e de obras rodoviárias não executadas. A propina paga em troca dos benefícios, conforme os procuradores, foi estimada em pelo menos R$ 35 milhões.

Beto Richa chegou a ser preso no dia 25 de janeiro, na 58ª fase da Operação Lava Jato. A defesa diz que o ex-governador não cometeu irregularidades e que sempre esteve à disposição para prestar esclarecimentos.

O MPF dividiu as acusações em duas denúncias. Essa envolve agentes públicos, como Beto Richa, Pepe Richa – irmão do ex-governador e ex-secretário de Infraestrutura e Logística do estado – e mais outras oito pessoas.

As denúncias sustentam que o esquema de pagamentos de propina pelas concessionárias de pedágio teve início há cerca de 20 anos. Conforme os procuradores, a corrupção elevou as tarifas de pedágio pagas pelos usuários, e fez com que apenas 25% das obras previstas fossem realizadas.

Segundo a Lava Jato, as concessionárias se comprometeram a duplicar 995,7 quilômetros de rodovias no início dos contratos, mas até hoje apenas 273,5 quilômetros foram duplicados.

“O prejuízo vai muito além e se estende sobre toda a cadeia produtiva do estado do Paraná que deixou de se valer de uma infraestrutura adequada. Nós temos uma infraestrutura de rodovias muito pior do que nós deveríamos ter”, afirmou o procurador Deltan Dallagnol.

A reportagem tenta contato com a defesa de Fernanda Richa.

Quais atrações estarão na 43ª Festa das Nações? Hoje (12) será divulgada a resposta

Hoje (12), será realizado o evento de lançamento da 43ª Festa das Nações.

O evento tem como objetivo anunciar as atrações e alterações para 2019.

A Festa das Nações é o maior evento da cidade. Esse ano serão seis dias de muita festa e diversão.

A festa das nações sempre gera muita curiosidade em relação as atrações. Amanhã será anunciado os shows, e as demais novidades como concurso da rainha, concurso cultural entre as colônias, Fronteira do leite, Exposição comercial e Industrial e a inovação do tradicional show de prêmios.

Em relação aos shows, vale ressaltar os critérios de contratação para melhor compreensão do público. Como a festa tem o objetivo de angariar fundos para as entidades beneficentes do Município, e cada uma delas é responsável por uma nação, o lucro maior é obtido por intermédio das vendas realizadas dentro das colônias. Então, o primeiro quesito a ser levado em consideração é que o show deve ser realizado no palco principal, a fim de promover o movimento das colônias. Grandes shows não podem ser realizados no palco principal, devido a estrutura exigida pelas empresas de determinados artistas, com isso é determinado o segundo quesito de escolha. O terceiro motivo é que, por ser uma festa beneficente, o Município de Guaíra junto com a Comissão Central Organizadora, entende que não deve ser cobrado entrada para os shows. Com esses três quesitos e a verba destinada à shows que gira em torno de duzentos mil reais, as opções de contratação são reduzidas. Para 2019, a Comissão iniciou as negociações de contratações em julho de 2018, na tentativa de garantir agendas antecipadas de artistas que atendessem as exigências de uma festa peculiar como a de Guaíra.

Senhor José Delfino, presidente da comissão organizadora da Festa das nações, explana: “Muitos me param nas ruas, solicitando um show de fulano, outro de ciclano. Deus sabe como eu queria poder anunciar alguns nomes solicitados, porém a festa tem uma receita que vem dando resultados positivo, talvez não a todos, mas para a grande maioria e principalmente para os beneficiados das entidades. Planejar e executar uma Festa das Nações, é necessário paciência, sabedoria e muita atenção. São muitos detalhes. Estamos tentando melhorar, ajustar alguns pontos para melhor conciliar filantropia com entretenimento. E temos a certeza que estamos no caminho certo, e que não agradaremos a todos, mas esperamos agradar a muitos”, explicou o presidente.

Para o evento de lançamento que será realizado hoje (12), às 20 horas, no auditório da Câmara dos Vereadores, toda a população está convidada. Participe!

Vídeo que mostra queda de helicóptero com Boechat pode ajudar a desvendar acidente; veja

SÃO PAULO

A Polícia Civil vai analisar as imagens de câmeras de segurança da concessionária CCR para tentar desvendar o acidente que matounesta segunda-feira (11) o jornalista Ricardo Boechat, 66.

O helicóptero em que o jornalista estava com o piloto Ronaldo Quattrucci, 56, que também morreu, caiu em trecho do Rodoanel que dá acesso à rodovia Anhanguera, na zona oeste de São Paulo.

Segundo o delegado Luís Roberto Hellmeister, titular da 46ª Delegacia de Polícia (Perus), que conduz as investigações, as imagens serão enviadas pela concessionária nesta terça (12). Ele, porém, já recebeu um ofício com a descrição do conteúdo de um advogado da CCR.

O caminhão teria colidido com o helicóptero enquanto estava a cerca de 45 km/h, a cerca de 100 m da cabine de pedágio por onde passou. “Se não houvesse um caminhão ali, talvez fosse possível ter feito um pouso forçado”, diz Hellmeister.

Antes de sumir entre os viadutos, a aeronave fez uma manobra no ar, mostrando que estava sem controle, e sumiu entre os viadutos. O delegado descarta que tenha ocorrido queda livre.

Para Hellmeister, as imagens mostram que o piloto tentou realizar um pouso de emergência, pelo fato de ter seguido uma linha reta antes de cair.

O delegado diz que não é possível saber se Boechat se atirou do helicóptero antes da queda. Mas diz que considera “muito difícil” que isso tenha ocorrido por causa da dinâmica dos fatos. As câmeras da CCR não teriam captado esse momento.

A Polícia Civil ouviu, até o início da tarde desta terça (12), duas testemunhas —o motorista do caminhão que colidiu com o helicóptero e uma mulher que testemunhou o acidente. Investigadores estão em busca de novas testemunhas.

Alerta prevê tempestade com raios e risco de granizo nesta terça

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) emitiu um alerta laranja de tempestade para esta terça-feira (12), com previsão de chuvas, vento intenso e risco de granizo em todo o Paraná. Em vigor até a madrugada de quarta-feira (13), o aviso também prevê risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos.

A previsão do INMET é de chuva entre 30 e 60mm/h e ventos de até 100km/h. A orientação é que a população não se abrigue próximo às árvores e que não estacione perto de torres de transmissão ou placas de propaganda.

Em caso de emergência, é possível acionar a Defesa Civil pelo telefone 199, ou o Corpo de Bombeiros via 193.

 

Ondas de até três metros

Além disso, o Centro de Hidrografia da Marinha (CHM) emitiu, nesta segunda-feira (11), um aviso de mau tempo com possibilidade de ventos de até 60km/h e rajadas na região litorânea do Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro. O alerta, que é válido entre a noite desta terça-feira e a manhã de quinta-feira (14) aponta, ainda, a possibilidade de ondas de até três metros nestas regiões.

e acordo com o CHM, também há condição favorável à ocorrência de ressaca, com ondas de até 2,5 metros entre as cidades de Laguna (SC) e Cananéia (SP), até a manhã de quarta-feira (13).

 

Com Massa News 

Gostaria de fazer parte da nossa rede de amigos? Basta Clicar aqui!Sim, Eu Quero!