Notas do Enem serão divulgadas para 4,1 milhões de estudantes na sexta

Nesta sexta-feira (18), mais de 4,1 milhões de estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no ano passado terão acesso às notas das provas. O resultado será divulgado na internet, na Página do Participante, e no aplicativo oficial do Enem.

Os participantes terão acesso a quanto obtiveram em cada uma das provas: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza, matemática e redação. A nota dos treineiros, aqueles que ainda não concluíram o ensino médio e fizeram a prova apenas para testar os conhecimentos, será divulgada apenas em março, 60 dias depois dos demais participantes.

A nota do Enem é calculada usando a chamada teoria de resposta ao item (TRI), que não estabelece previamente um valor fixo para cada questão. O valor varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item.

Assim, se a questão tiver grande número de acertos será considerada fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. O estudante que acertar um item com alto índice de erros, por exemplo, ganhará mais pontos por ele.

O Enem foi aplicado nos dias 4 e 11 de novembro de 2018. Desde o dia 14 de novembro, estão disponíveis as provas e os gabaritos oficiais. Também estão disponíveis vídeos com os enunciados e as opções de respostas da videoprova em Língua Brasileira de Sinais (Libras).

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgará ainda, em data a ser definida, o espelho da redação, ou seja, detalhes da correção dessa prova. Isso é feito após os processos seletivos dos programas federais. A correção tem função apenas pedagógica e não é possível interpor recurso.

O que fazer com as notas?

Com os resultados, os estudantes poderão concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

O primeiro processo que terá as inscrições abertas é o Sisu. Para participar é preciso fazer a inscrição online no período de 22 a 25 de janeiro. Os estudantes já podem consultar, na página do programa, as vagas disponíveis. São mais de 235,4 mil vagas distribuídas em 129 universidades públicas de todo o país.

Além dos programas nacionais, os estudantes podem usar as notas para cursar o ensino superior em Portugal. O Inep tem convênio com 37 instituições portuguesas. A lista está disponível na página da autarquia. Segundo o Inep, atualmente mais de 1,2 mil brasileiros usaram o Enem para ingressar nessas instituições. Com informações da Folhapress

Moro: ‘Petrobras foi saqueada num volume sem paralelo no governo Lula’

Oministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, afirmou, nesta terça-feira, 15, em entrevista à GloboNews, que a Petrobras foi “saqueada em um volume sem paralelo” durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A declaração foi feita em resposta a pergunta sobre argumentos da defesa do petista à Justiça de que Moro foi um juiz parcial e o perseguiu durante processos judiciais

Moro afirmou que Lula não “faz parte” de seu “presente”, nem do “futuro”. “O fato é que a decisão que eu proferi foi confirmada por três desembargadores que permanecem em suas posições.”

 

“O que existe é um álibi falso de perseguição política. O fato é que a Petrobras durante o governo do ex-presidente foi saqueada num volume às vezes sem paralelo no mundo”, disse. Moro ressaltou que “a própria Petrobras reconheceu R$ 6 bilhões em desvios”.

“Pra onde foi esse dinheiro? esse dinheiro foi para enriquecer ilicitamente diversos agentes públicos daquele governo e parcelas beneficiaram o ex-presidente. Esse álibi parte do pressuposto de que esse escândalo de corrupção não aconteceu”, concluiu. Com informações do Estadão Conteúdo.

Nota de Esclarecimento sobre contrato com Hospital AssisteGuaíra

O Município de Guaíra por intermédio da Secretaria de Saúde, vem esclarecer alguns pontos do assunto divulgado ontem (14) em redes sociais referente a supostas intercorrências médicas envolvendo profissional médico, contratado por meio de empresa prestadora de serviços médicos, pelo Município, para atendimento junto ao Hospital Beneficente AssisteGuaíra – Associação Assistencial de Guaíra.

Acredita-se que é de conhecimento de todos, ou ao menos deveria ser, que o Hospital Beneficente AssisteGuaíra não é municipal. Tal confusão, talvez se dê porque, na época da criação do hospital, o Município foi um dos responsáveis por encampar uma solução para a falta de hospitais em Guaíra e buscou junto a sociedade, em audiências públicas o melhor caminho. Em decorrência desse trabalho, liderado pelo gestor municipal da época, Fabian Persi Vendrusculo, a Associação Assistencial de Guaíra, entidade assistencial mais antiga do município, foi reformulada e por intermédio da eleição de um Conselho Administrativo e diversas Comissões pode-se criar o Hospital Beneficente AssisteGuaíra. Na época, o Município também empregou recursos próprios na readequação das instalações do prédio, assim como teve o apoio do segmento privado da cidade e de órgãos federais. Mesmo com todo o empenho do Município, é necessário destacar que o Hospital é uma instituição privada sem fins lucrativos e conta com recursos públicos e privados para sua manutenção, bem como, doações de pessoas físicas e jurídicas.

Feita essa ressalva, o texto pode evoluir para o cerne da problemática que vem sendo explorada em redes sociais.

Os serviços do profissional médico, que vem sendo citado nas redes sociais, são pagos por intermédio da empresa de serviços médicos, Kathia Cardoso – EIRELI – ME. Esta empresa foi contrata via chamamento público pelo município, que tem como obrigação atender a demanda destes serviços. O médico em questão, está sendo acusado em redes sociais, de não ser habilitado para a realização de procedimentos cirúrgicos e ter cometido vários erros médicos, onde descrevem ter dezenas de casos denunciados.

Em casos de denúncias de erros médicos, para que a mesma seja fundamentada dentro do sistema público, é necessário estar registrada nos canais oficiais de reclamação. O hospital tem uma ouvidoria especial para esse tipo de serviço, assim como a prefeitura de Guaíra, que além de atendimento físico ao público, disponibiliza os telefones: 156 e 44-3642-9958 e o e-mail [email protected] , podendo a reclamação/denúncia ser anônima. Esse seria o primeiro passo para qualquer investigação. As denúncias também devem ocorrer na esfera jurídica, como no Ministério Público. Porém os relatórios de todos os canais oficiais de reclamação não constam nenhum tipo de reclamação como as que se tem sido faladas e escritas em redes sociais, dados esses apurados diariamente e que no último dia 10 foi visto e revisto, após a administração municipal ser surpreendida por terceiros sobre supostas dezenas de denúncias.

Na última quinta-feira (10), o prefeito Heraldo Trento foi procurado por um repórter de uma determinada emissora, que disse que tinha um assunto sobre a situação geral da saúde para tratar em entrevista. Quando pergutado ao reporter sobre as perguntas específicas, pela assessoria de imprensa, o mesmo disse que só as faria com a câmera ligada. O prefeito de imediato aceitou, mesmo sendo avesso a determinadas entrevistas dessa emissora, uma vez que por meio da edição da matéria podem deturpar o que é dito. Para surpresa do prefeito e desta assessoria, uma das perguntas afirmava a existência de 30 casos denunciados e documentados sobre intercorrências hospitalares provenientes de um dos médicos disponibilizados pela empresa Kathia Cardoso. Imediatamente o prefeito solicitou uma reunião, com os membros da secretaria de saúde e administração do hospital. Para surpresa ainda maior do prefeito, essas denúncias (não informadas pela emissora), também eram desconhecidas pelos envolvidos. O prefeito solicitou que fosse tomada medidas urgentes para averiguação dos fatos.

Sobre a acusação do médico disponibilizado pela empresa contratada atuar sem especialidade, deve-se esclarecer que o Conselho Federal de Medicina, estabelece que os Conselhos Regionais de Medicina não exigem que um médico seja especialista para trabalhar em qualquer ramo da Medicina, podendo exercê-la em sua plenitude nas mais diversas áreas, desde que se responsabilize por seus atos e não as propague ou anuncie sem realmente estar nelas registrado como especialista. Ou seja, nem o Município, nem o Hospital e nem o médico atuaram de forma irregular nesse sentido. Quanto a possíveis processos que o profissional responde ou não, o CRM emitiu, em abril de 2018, uma nota dizendo que não há nada que desabone a conduta do médico.

Não eximindo culpa, nem justificando, tampouco acusando alguém, apenas com intuito de dar a oportunidade de visualizar, a Secretaria de Saúde ressalta que o cenário geral dos atendimentos do SUS melhoram muito desde o nascimento do Hospital Beneficente AssisteGuaíra e a implantação da parceria Município e Associação Assistencial de Guaíra atual gestora do Hospital.

INTERNAMENTOS SUS – DEZEMBRO/2016 A DEZEMBRO/2017

Procedimentos Dez Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez TOTAL
Internações Clínicas 74 66 85 109 102 123 102 110 101 111 90 105 80 1258
Parto Normal 7 6 4 10 8 10 12 7 13 9 5 9 4 104
Parto Cesárea 13 12 7 11 13 18 17 13 5 18 9 7 7 150
Internações Cirúrgicas 7 5 4 6 23 35 49 36 43 29 39 29 24 329
TOTAL 101 89 100 136 146 186 180 166 162 167 143 150 115 1841

INTERNAMENTOS SUS – JANEIRO A DEZEMBRO/2018

Procedimentos Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez TOTAL
Internações Clínicas 126 104 107 121 103 128 103 163 158 165 120 109 1507
Parto Normal 18 17 15 23 12 16 12 13 8 14 2 18 168
Parto Cesárea 11 14 14 13 11 17 9 6 8 7 2 13 125
Internações Cirúrgicas 29 49 40 24 53 25 46 266
TOTAL 184 184 176 181 179 186 170 182 174 186 124 140 2066

Com esses números, pode-se afirmar que a fila de cirurgias eletivas foi zerada.

Cabe ressaltar que o Município e o Hospital Beneficente Assisteguaíra tem o interesse em conhecer todos os possíveis casos, os quais tem sido citado em redes sociais, mas para isto é preciso, que as denúncias sejam formalizadas nos canais oficiais. Quanto as já identificadas, a Secretaria de Saúde, solicitou ao Hospital a cópia dos respectivos prontuários médicos, para análise e avaliação do Setor de Controle e Avaliação, para a tomada de decisão e encaminhamentos cabíveis; determinou nova inspeção sanitária nos ambientes e processos de trabalho da instituição hospitalar e já informou ao Conselho Regional de Medicina do Paraná – CRM, órgão supervisor da ética médica no Estado e, ao mesmo tempo, julgador e disciplinador das atividades médicas, a quem cabe averiguar a conduta técnica do profissional.

O Prefeito Municipal, a Secretaria de Saúde e Hospital Assisteguaíra, mais do que ninguém precisam dessas informações formalizadas, para os encaminhamentos pertinentes. Sem conhecimento, fica impossível tomar qualquer atitude. O afastamento do profissional depende que essa denúncias sejam formalizadas dentro dos canais oficiais, lembramos que redes sociais não são orgãos oficiais e não podem ser aceitas como entrada de denúncias.

A Secretaria informa que antes mesmo desse assunto ser colocado em pauta, modificações administrativas já vem sendo realizadas. Para este ano, espera-se que fevereiro, o Município irá contratar o hospital para serviços do SUS e não mais empresas com serviços médicos. O hospital irá contratar os profissionais e está a procura desses profissionais há mais de seis meses, porém tem encontrado muita dificuldade no mercado.

O Município de Guaíra espera resolver tudo e melhorar sempre

Acusado de feminicídio é preso e escoltado após receber alta de hospital

O acusado de matar a jovem Caline Alves Pires de Morais, recebeu alta do Hospital Bom Jesus, em Toledo, Ele foi preso e escoltado para Cascavel, nesta terça-feira (15).

De acordo com a Polícia Civil de Toledo, o homem sofreu um acidente na BR 163, no KM 127, nas proximidades de Quatro Pontes, quando voltava para a cidade de Paloma, no Paraguai, onde estava foragido. Ele teria ido a cidade de Toledo para participar de um evento.

Os policiais temiam um “resgate” por parte de uma facção criminosa da qual o acusado faz parte e então realizaram a escolta no Hospital Bom Jesus. O jovem sofreu ferimentos graves durante o acidente, e após receber a alta, foi encaminhado para a carceragem da 15ªSDP de Cascavel.

O homem é acusado de matar a tiros Caline Alvez Pires de Morais no dia 2 de março de 2018, no Bairro XIV em Cascavel. Ele foi namorado de Caline por quatro anos antes do crime. Também é acusado de esfaquear e matar uma pessoa que tentou separar uma briga entre o jovem e uma ex companheira, em Joinville, Santa Catarina.

Informações CATVE

Ônibus socioeducativo da Sanepar estará no oeste paranaense durante o verão

O ônibus de educação socioambiental da Sanepar vai passar pelos municípios do Oeste do Paraná no início de 2019. A primeira parada será em Santa Helena, onde o veículo permanece de 16 a 25 de janeiro, próximo à prefeitura da cidade. No sábado (19) e domingo (20), o ecoexpresso atende aos veranistas da prainha, das 9h às 12h e das 14h às 19h.

Em fevereiro, o ônibus estará no Balneário de São Miguel do Iguaçu entre os dias 5 e 17. O veículo ficará estacionado na área do camping.

O ônibus socioeducativo tem uma grande maquete que permite visualizar a água desde a captação em mananciais até o tratamento feito antes de chegar às casas. Além disso, o veículo traz elementos sobre a mata ciliar, coleta, tratamento de esgoto, resíduos sólidos urbanos e outras energias renováveis.

A Sanepar possui cinco unidades que percorrem o Paraná para atender escolar e eventos comunitários.

Ratinho Junior adota brasão do Paraná como marca da gestão

O brasão do Paraná, um dos símbolos oficiais do Estado, será a marca da gestão do governo Carlos Massa Ratinho Junior. A nova identidade foi apresentada pelo secretário da Comunicação Social e Cultura, Hudson José, durante reunião de secretariado realizada no Palácio Iguaçu.

“Respeitando princípios da legalidade, impessoalidade e economicidade, não usaremos slogans ou figuras que não sejam símbolos do Estado”, explicou Hudson José. O secretário também detalhou a linha de trabalho da comunicação do Governo do Estado, que será baseada em três pilares: educativa, informativa e de orientação social.

O governador Ratinho Junior destacou que a nova marca traduz o conceito da nova gestão que se inicia no Paraná. “A nossa gestão será marcada pelo respeito ao bom uso do dinheiro público e ao cumprimento dos ordenamentos legais. A escolha do brasão atendeu a esses preceitos e também porque representa todo potencial do Paraná”.

Brasão

O símbolo traz um lavrador cultivando o solo, indicando as origens agrícolas do Estado e também a força dos paranaenses. O escudo vermelho é a demonstração do solo fértil, capaz de gerar riqueza em qualquer área. Os três picos – ou planaltos – representam a grandeza estadual e dão o tamanho da abrangência das ações de governo.

As representações do sol e do céu azul indicam a capacidade do Estado de se reinventar (o sol nasce todos os dias) e a clareza. “Estes são dois princípios fortes deste governo”, explicou Hudson José, reforçando que a inovação e a transparência são premissas de toda a gestão Ratinho Junior. De outra parte, o ramo de erva-mate reforça o potencial econômico e o do pinheiro revela uma marca singular do Paraná.

Por fim, a imagem da ave no alto do brasão, a harpia, representa o olhar atento que o Estado deve ter com todos os seus cidadãos.

Mulher é presa após tentar incendiar a casa da mãe em Francisco Alves

Uma mulher de 27 anos foi presa pela Polícia Militar após tentar incendiar a residência da mãe, em Francisco Alves, na tarde desta quarta-feira (9).

Ela foi flagrada com uma garrafa pet que armazenava dois litros de etanol e também portava um isqueiro.

Denúncias anônimas levaram a polícia à avenida João Cortez, no centro. Segundo a moradora, de 69 anos, a filha estava descontrolada, exigia R$ 5 mil e além de ameaçar queimar o imóvel disse que a mataria caso não fosse atendida.

Os policiais militares relataram que a mulher reagiu à abordagem com socos e chutes, prometendo cumprir a ameaça tão logo saia da cadeia. A filha, de dez anos, também foi ameaçada.

Ela foi encaminhada para a delegacia de Iporã e autuada por ameaça e desacato.

(colaboração: Portal do Viola)

Padre Quevedo morre aos 88 anos em Minas Gerais

Padre Quevedo, jesuíta espanhol radicado no Brasil, morreu nesta madrugada (9) aos 88 anos, em Belo Horizonte (MG), por problemas cardíacos. A informação foi confirmada ao UOL nesta quarta-feira (9) pela Companhia de Jesus do Brasil, em Minas Gerais.

Quevedo estava na casa de repouso dos jesuítas, na capital mineira, quando foi encontrado sem vida. O enterro será na quinta-feira no Cemitério Bosque da Esperança a partir das 11h. De acordo com a organização, as cerimônias serão reservadas para familiares, amigos e religiosos.

Oscar González Quevedo nasceu na Espanha e era filho de um deputado tradicionalista de Madri. Após a prisão e fuzilamento de seu pai, Quevedo precisou fugir com a família por conta da perseguição política, o que os levou à península de Gibraltar.

Mais tarde, veio morar no Brasil para continuar seus estudos e escolheu a cidade de São Paulo por conta da Faculdade Anchieta, ligada a uma comunidade jesuíta. No país, ele atuou como professor universitário de parapsicologia no Centro Universitário Salesiano de São Paulo (UNISAL) e no Centro Latino-Americano de Parapsicologia (CLAP), onde também foi diretor. Em 2012, padre Quevedo foi para a casa de repouso dos jesuítas, em Belo Horizonte.

Referência na área, o religioso se dedicou a várias obras literárias sobre parapsicologia — entre as suas obras mais importantes, estão “O que é parapsicologia”, “A Face Oculta da Mente” e “As Forças Físicas da Mente”.

Famosos por seu bordão “isso non ecziste “, Quevedo se tornou conhecido por rechaçar pessoas que se declaravam paranormais e se dedicou a ações que tinham como objetivos desmascarar falsos curandeiros e médiuns, além de explicar fenômenos que eram considerados sobrenaturais.

Por isso, acabou ganhando fama e foi parar em programas de televisão como “Fantástico”, onde apresentou um quadro chamado “Padre Quevedo, Caçador de Enigmas”, que tinha justamente o intuito de desmarcara charlatões e desvendar histórias até então inexplicáveis. A atração era apresentada por Cid Moreira, que anunciava: “esse é um caso para o Padre Quevedo”.

Teve passagens também por programas como “Programa do Ratinho”, “Superpop” e “Domingo Legal”.

Governo terá conselho para analisar demarcações de terras indígenas

O governo iniciou a revisão da política de demarcações de terras indígenas. A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina, se reuniu com os ministros Augusto Heleno (Segurança Insitucional), Ricardo Salles (Meio Ambiente) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos).

Eles trataram sobre a criação – por meio de decreto presidencial – de conselho interministerial que vai analisar demarcação fundiária em caso de terra indígena por meio de decreto presidencial.

A reunião foi ontem (8) à tarde. De acordo com a Fundação Nacional do Índio, atualmente existem 462 terras indígenas regularizadas em todo o país.

Essas áreas totalizam mais de 1 milhão de quilômetros quadrados (maior que a área do estado de Mato Grosso) e equivalem a de 12,2% do território nacional. Pouco mais de 50% das áreas estão localizadas na Amazônia Legal (54%).

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) defende que o governo adote novos critérios para a demarcação de terras indígenas. Há relatos de que as atuais normas geram insegurança jurídica por causa do marco temporal de reconhecimento de terras como remanescentes de indígenas e das condicionantes estabelecidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em 2009, no julgamento da demarcação da terra indígena Raposa Serra do Sol, ao noroeste de Roraima.

Conforme o Artigo 21º da Medida Provisória 870/2019, de 1º de janeiro, sobre a organização básica dos órgãos da Presidência da República e dos ministérios, compete ao Mapa “reforma agrária, regularização fundiária de áreas rurais, Amazônia Legal, terras indígenas e quilombolas”.

Para o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), ligado à Igreja Católica, o ideal é manter a demarcação de terras indígenas da Funai, sem transferência da atribuição para o Ministério da Agricultura, preservando o Artigo 6º da Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), subscrito pelo Brasil.

Vídeo mostra caminhoneiro fugindo de abordagem da PRF na rodovia

Um caminhoneiro foi preso ao bloquear a passagem de uma viatura da PRF (Polícia Rodoviária Federal) na BR-116 em Campina Grande do Sul, na tarde de terça-feira (8). Segundo a PRF, durante patrulhamento na rodovia, vários condutores que seguiam no sentido contrário sinalizavam para a equipe e apontavam para um caminhão que transitava em ziguezague na BR-116.

Os policiais federais começaram o acompanhamento tático do veículo e o condutor começou a realizar manobras perigosas na rodovia. Ao tentar a abordagem, o caminhoneiro não permitia a passagem da viatura. Para forçar a parada, os policiais atiraram contra os pneus, mas mesmo assim o condutor continuou.

Uma barreira foi montada na pista, com apoio da Polícia Militar, e o caminhoneiro tentou realizar a conversão, mas acabou parando no canteiro central. O veículo estava com cinco pneus estourados e alguns deles chegaram a se desmanchar.

A fuga do caminhoneiro durou cerca de 63 quilômetros. Os policiais militares e federais conseguiram deter o homem, de 23 anos. Segundo a PRF, ele estava sob efeito de cocaína e no caminhão nada de ilícito foi encontrado.

O nome do condutor não foi divulgado.

(Informações: CATVE)

Gostaria de fazer parte da nossa rede de amigos? Basta Clicar aqui!Sim, Eu Quero!