Cruzeiro vence Corinthians por 1 a 0 e sai na frente na decisão

Logo Portal PalotinaO Cruzeiro está a um empate de se tornar o maior campeão da Copa do Brasil. Pentacampeão, o time celeste saiu em vantagem sobre o Corinthians, nesta quarta-feira (10), no Mineirão. Sem dar chances ao adversário, que não conseguiu sequer finalizar no gol de Fábio, os cruzeirenses ganharam por 1 a 0, com gol de um decisivo Thiago Neves, o melhor em campo.   Com cinco títulos da competição, o Cruzeiro tentará o hexa e o prêmio de R$ 50 milhões na próxima quarta (17), em Itaquera, onde o Corinthians precisará de uma grande virada para se sagrar campeão. Como não há gol de visitante como critério de desempate, o time de Jair Ventura depende de um triunfo por dois gols para levar a taça em 90 minutos. Uma vitória simples, por outro lado, leva a decisão para os pênaltis.   Melhor desde o começo, o Cruzeiro fez por merecer a vitória e, principalmente na etapa inicial, ameaçou três vezes Cássio, que acabou batido enfim na cabeçada precisa de Thiago Neves, em lindo lance de Egídio pela esquerda.

Zagueiro do Palmeiras admite que título corintiano pode pressionar torcidaCOMENTE

Sem jogo no meio da semana pela primeira vez em muito tempo, os jogadores do Palmeiras poderão acompanhar ao jogo entre Corinthians e Cruzeiro, pela final da Copa do Brasil, de casa. Antônio Carlos diz que não acompanhará a decisão, mas admite que um título do arquirrival pode mudar o clima entre os torcedores.

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira (10), data da partida, o zagueiro ponderou que a pressão por uma eventual conquista da competição pelos corintianos precisa ficar apenas nas arquibancadas.

“Eu acho que por parte dos torcedores, sim, vai aumentar a pressão. Mas aqui dentro a gente faz o nosso trabalho. Não pensamos no Corinthians, Cruzeiro ou na Copa do Brasil. Já passou. A gente pensa no Brasileiro e Libertadores. E um jogo após o outro. E isso que é importante: estarmos focados nas chances que a gente tem. E esse vai ser o nosso foco. O externo a gente tem que deixar e atender tudo o que o Felipão tem para nos falar”, analisou Antônio Carlos.

Com o próximo compromisso marcado apenas para domingo (14), contra o Grêmio, pelo Brasileirão, Antônio Carlos poderá usar uma quarta-feira para curtir a sua família, fato raro no calendário dos atletas.

Segundo ele, essa será sua única ocupação enquanto a bola estiver rolando para Corinthians e Cruzeiro, na primeira partida da final, no Mineirão.

“Juro para você que estou com saudades das minhas filhas. Montei um parquinho para elas e fico com elas. Estávamos há um mês longe. Elas chegaram agora e vou aproveitar. Estou com saudade delas e da minha esposa também”, afirmou.

Bolt tem até o Natal para convencer australianos e virar jogador

Osegundo semestre será decisivo para Usain Bolt. O homem que desafiou os limites da velocidade nas pistas de atletismo tem até o fim do ano para provar que pode ser jogador de futebol profissional.

Em fase de testes e preparação na Austrália, o jamaicano ouviu de seu técnico que o Natal é o prazo adequado para que o Central Coast Mariners avalie se ele deve ou não ser contratado em definitivo.

“No início, dissemos que ele precisava de tempo e daríamos um ano se fosse necessário. Mas acho bem razoável pensar no Natal, ou no máximo em janeiro, como prazo para decidir se ele melhorou o suficiente ou não. Lentamente, ele está chegando”, disse o técnico Mike Mulvey.

A evolução lenta citada pelo treinador não combina com Bolt, oito vezes campeão olímpico e detentor dos recordes mundiais dos 100m e dos 200m rasos. Mas o jamaicano concorda com a análise. Treinando desde agosto e com dois amistosos na bagagem, ele diz que ainda não está pronto.

“Sinto que estou melhorando. Meu toque na bola está evoluindo. Ainda tenho um caminho a percorrer, mas com mais treino e mais dedicação eu estarei bem”, avaliou o velocista.

 

Depois de estrear pelos Mariners jogando cerca de 20 minutos do amistoso contra um time amador da cidade de Gosford, Bolt teve mais uma chance no mês passado, quando ficou um tempo inteiro em campo diante do North Shore Mariners, em amistoso fechado para público e imprensa.

Ele admite ter cansado. “Jogar 45 minutos foi ótimo. Nos últimos 10, comecei a cansar, mas segui firme e achei forças graças aos treinos”, declarou o aspirante a atacante ao site oficial de seu clube.

A próxima chance de Bolt mostrar serviço será na semana que vem. No dia 12, o Central Coast Mariners tem um amistoso programado diante do Macarthur South West United. O jamaicano tem um sonho para esse dia: ser titular.

“Estou muito animado. Se eu tiver a chance de começar será algo muito grande para mim. Isso mostraria que todo o trabalho que venho fazendo está dando certo e que o treinador confia em mim. Seria um passo enorme.”

Uma semana depois desse amistoso, o Campeonato Australiano começa para valer. Bolt, então, só deverá receber chances se realmente a comissão técnica o considerar pronto. “Meu objetivo é ter cada vez mais minutos em campo. Quero fazer meu melhor e espero que esse melhor seja bom o suficiente”, projetou. Com informações da Folhapress.

Família pede ajuda para encontrar Eloisa Nunes

Familiares de Eloisa Nunes pedem ajuda para encontrar a adolescente.

Ela saiu de casa na manhã desta quinta-feira (4) em Toledo e não voltou.

Quem tiver qualquer informação sobre a adolescente pode repassar à polícia ou pelo telefone (45) 99935-3486.

CBF exibe homenagem a Marta em fachada de sede no Rio

Na manhã desta quinta-feira, o prédio da sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) no Rio de Janeiro amanheceu assim, com a foto gigante de Marta estampada na fachada em uma homenagem à jogadora mais premiada da história do futebol. Com o troféu de melhor do mundo conquistado na Fifa na semana passada, Marta se tornou a atleta com o maior número de premiações da entidade máxima do futebol – entre homens e mulheres.

Nada mais justo do que exibir na porta de entrada, como cartão de visitas, a melhor jogadora de todos os tempos – que, para nossa sorte, ainda joga com a nossa camisa. A maior artilheira da história da seleção brasileira – sim, ela tem mais gols que Pelé. Aquela que foi (é) seis vezes melhor do mundo, sendo cinco delas de forma consecutiva. Que tem 14 indicações ao prêmio da Fifa, em 16 ou 17 anos de carreira. Aquela que a gente poderia passar infinitos parágrafos descrevendo as conquistas, os recordes, a genialidade.

E, finalmente, Marta foi lembrada pela CBF. Porque ali dentro mesmo, no museu que ela fez para a seleção brasileira, a maior artilheira do Brasil foi praticamente esquecida. Tem ali uma menção ao Pan Americano de 2007 conquistado em casa. De resto, fala-se dos grandes Pelé, Garrincha, e tantos outros que fizeram a história do nosso futebol, e até mesmo de Neymar, mas o espaço dedicado à história da seleção feminina não existe – e Marta, junto com essa história, é ignorada.

Foi ignorada, inclusive, por muito tempo, já que a própria CBF não contabilizava os gols que a Rainha marcava com a camisa amarela. Até bem pouco tempo atrás, nenhuma importância era dada aos recordes que ela poderia conquistar. Então é louvável que hoje a CBF tenha “acordado” para valorizar a importância de Marta para o futebol brasileiro. É admirável que ela se orgulhe de estampar a fachada de sua sede com o rosto dessa mulher, que já enfrentou tantos e tantos preconceitos para poder chegar até lá. Mas é claro que não pode parar por aí.

Porque não é uma foto na entrada de um prédio que vai apagar as décadas de descaso com o futebol feminino no país. Os anos de não investimento, as diferenças de pagamento (nas diárias da seleção feminina e masculina), as trocas de técnico repentinas, os cargos distribuídos entre pessoas que nunca atuaram na modalidade, as competições que por muito tempo não foram organizadas ou cuidadas da forma correta, etc, etc. Já melhorou um pouco, mas ainda há muito que a CBF precisa fazer para além de uma homenagem.

O que Marta quer de verdade não é ver seu rosto na fachada de um prédio, mas sim ver o futebol feminino sendo valorizado e encarado de forma séria no Brasil. A homenagem é digna, é válida e necessária, mas é preciso ir além dela para devolver à Marta ao menos um pouco do tanto que ela já fez pelo futebol brasileiro.

De qualquer forma, hoje e dia de reverenciar a Rainha, seis vezes melhor do mundo. Obrigada, Marta, e desculpa qualquer coisa (talvez essa fosse a frase mais adequada para o poster da CBF).

 

Corpo de jovem desaparecido é localizado na estrada Juvenal

O Bemdito

Foi localizado o corpo de Arisson Peixoto, 26 anos. O jovem, morador em Lovat, estava desaparecido desde o último sábado (29). O Instituto Médico Legal (IML), foi acionado e se deslocou por volta das 10h30. A informação inicial é de que o corpo está em estado de putrefação, na estrada Juvenal.

Uma familiar de Arisson divulgou a informação por volta das 10h. Ela publicou nas redes sociais: “É com muita tristeza que comunico que encontraram o corpo do meu sobrinho”

O corpo foi encontrado no mesmo local onde Arisson foi visto pela última vez. A Polícia Civil divulgou na última quarta-feira (3) que o jovem foi avistado caminhando sozinho pela estrada Juvenal no sábado.

Arisson estava desaparecido desde o sábado, quando saiu de casa por volta das 19h40. Ele residia no distrito de Lovat com a avó. Seu veículo, um Gol, foi encontrado na manhã de segunda-feira (1º), na margem da PR-482, perto do aterro sanitário de Umuarama, com um dos vidros quebrado.

Informações preliminares são de que uma pessoa conhecida do jovem foi quem localizou o corpo nesta quinta (4). Ainda não há informações sobre qual seria a causa da morte.

Palmeiras vai à semi da Libertadores e pode vingar eliminações

Notícias ao Minuto BrasilDepois de 17 anos, o Palmeiras voltará a disputar uma semifinal de Copa Libertadores. A classificação veio com a vitória por 2 a 0 nesta quarta (3), sobre o Colo-Colo (CHI), no Allianz Parque, repetindo o placar do jogo de ida.

Na semifinal, o clube, embalado pelos resultados tranquilos contra os chilenos e pela liderança recém-conquistada no Brasileiro, poderá reencontrar aquele que foi justamente seu algoz na última vez em que marcou presença nessa fase da competição.

O Boca Juniors (ARG), que nesta quinta (4) enfrenta o Cruzeiro, no Mineirão, com a vantagem de 2 a 0 na partida de ida, foi o responsável por eliminar o Palmeiras na semi da Libertadores de 2001. A vitória argentina veio nos pênaltis, depois de empates em 2 a 2 nos confrontos do Parque Antárctica e da Bombonera.

Um ano antes, o Boca sagrara-se campeão no Morumbi diante do Palmeiras, com outra vitória nas penalidades.

Era o Boca Juniors comandado por Carlos Bianchi, fora de campo, e por Juan Román Riquelme, dentro das quatro linhas. Uma equipe que impunha muito mais respeito que a de hoje, irregular no início do Campeonato Argentino (está em 5º lugar, mas perdeu há duas rodadas o clássico para o River Plate, em casa) e eliminada da Copa Argentina pelo Gimnasia y Esgrima (ARG).

O Palmeiras sabe disso. Não à toa foi à Bombonera neste ano, pela fase de grupos da Libertadores, e venceu por 2 a 0. Caso o Boca deixe sua vantagem ruir contra o Cruzeiro nesta quinta, a motivação do elenco palmeirense não deverá ser menor do que contra os argentinos.

Foi o time do técnico Mano Menezes que eliminou o Palmeiras da Copa do Brasil, na semifinal, com jogos quentes, especialmente a partida de volta, no Mineirão, que terminou com grande confusão entre atletas das duas equipes.

No último domingo (30), ambos se reencontraram no Pacaembu, pelo Brasileiro, com resquícios da briga que encerrou a classificação cruzeirense em Belo Horizonte.

O atacante palmeirense Deyverson mexeu com os ânimos dos jogadores do Cruzeiro ao fazer uma embaixadinha na lateral do campo durante a vitória por 3 a 1.

Deyverson ainda receberia uma trombada do zagueiro Manoel, críticas de Mano e conselhos do centroavante Fred. Prenúncio do clima que poderá cercar uma eventual semifinal da Libertadores, caso os mineiros consigam uma classificação heroica.

Nesta quarta, com gols de Dudu e Borja, agora artilheiro do torneio com 9 gols ao lado de Wilson Morelo, do Santa Fe (COL), que não joga mais a Libertadores, a equipe de Felipão confirmou a vaga.

Diante dos chilenos, o cenário foi bem distinto do vivido pelos alviverdes no duelo das oitavas de final, contra o Cerro Porteño (PAR). Na ocasião, os 2 a 0 conquistados no Paraguai quase não se sustentaram com a expulsão de Felipe Melo nos primeiros minutos de partida em São Paulo.

Contudo, mesmo com a derrota por 1 a 0, a equipe garantiu a classificação para enfrentar o Colo-Colo dos ex-palmeirenses Valdivia e Lucas Barrios, que pouco fizeram ao reencontrar a torcida alviverde.

PALMEIRAS

Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena, Victor Luís; Bruno Henrique, Thiago Santos, Moisés; Dudu (Hyoran), Willian (Jean), Borja (Deyverson). T.: Luiz Felipe Scolari

COLO-COLO

Orión; Zaldivia, Barroso (Morales), Insaurralde; Opazo, Baeza (Campos), Carmona (Pinares), Pavez, Suazo; Valdivia, Barrios. T.: Héctor TapiaEstádio: Allianz Parque, em São PauloPúblico: 37.950 pagantesRenda: R$ 3.724.211,46Juiz: Wilmar Roldán (Colômbia)Cartões amarelos: Zaldivia (Colo-Colo)Gols: Dudu, aos 36min do primeiro tempo, e Borja, aos 7min do segundo tempo

Corpo é encontrado eletrocutado no Autódromo de Pinhais

Um corpo foi encontrado por funcionários na manhã desta quarta (3) no Autódromo de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. A polícia suspeita que  ele foi eletrocutado  quando tentava roubar fiação do local.

Segundo a polícia,, ele teria morrido entre a noite de terça e a madrugada de quarta.  O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e não havia sido identificado até o início da tarde.

Batida entre carro e carreta deixa um morto e outro gravemente ferido na BR 277

Um grave acidente registrado na manhã de quarta-feira (3) deixou uma pessoa morta e outra gravemente ferida na BR 277, em Irati.

Segundo informações, a batida aconteceu entre um carro e uma carreta, por volta das 09h. O veículo de passeio foi atingido pelo caminhão no quilômetro 243, e jogado para fora da pista, parando na canaleta.

A carreta atingiu a lateral do carro, e a mulher que era passageira morreu na hora. O homem, condutor, sofreu lesões graves e foi socorrido para uma unidade hospitalar.

A identidade das vítimas ainda não foi divulgada. O Corpo de Bombeiros, a PRF (Polícia Rodoviária Estadual) e a concessionária responsável pelo trecho foram acionados para atender a ocorrência.

Segundo a PRF o trânsito no local flui normalmente, sem interdição de nenhuma pista. O IML (Instituto Médico Legal) de Ponta Grossa foi acionado para recolher o corpo.

Com “fator Felipão”, Palmeiras busca espantar peso de decidir em casa4

A melhor campanha da fase de grupos da Libertadores, construída ainda sob o comando de Roger Machado, deu ao Palmeiras o direito de decidir todos os duelos de mata-mata em casa na competição. Mas o que poderia se tornar um peso para o alviverde, que vinha sofrendo com desempenhos instáveis diante de sua torcida, tem sido espantado pelos grandes resultados como visitante e pela habilidade de Felipão em lidar com o favoritismo. É esse o cenário para o jogo contra o Colo-Colo nesta quarta-feira (2), a partir das 21h45, que decidirá uma vaga na semifinal.

O Palmeiras venceu o jogo de ida em Santiago por 2 a 0 e encaminhou a classificação, mas Scolari toma todos os cuidados para evitar que o time baixe a intensidade por causa do placar da primeira partida. O discurso de rejeitar qualquer tipo de vantagem faz parte de uma linha seguida por todo o clube neste ano, de adotar cautela e manter os pés no chão, após um 2017 de ambições muito altas publicamente e nenhum troféu conquistado.

As partidas de oitavas de final contra o Cerro Porteño também servem bem para ilustrar a situação vivida pelo Palmeiras. O time alviverde venceu por 2 a 0 o jogo de ida em Assunção e chegou bem mais tranquilo para a partida no Allianz. O clima no estádio era não de apreensão, mas de apoio e ânimo. A expulsão de Felipe Melo logo aos 3 minutos de jogo, porém, quase fez tudo ir por “água abaixo”. O exemplo já foi usado por Felipão como mostra de que a parada contra o Colo-Colo não está decidida.

“Temos uma boa vantagem, mas temos que saber examinar o que aconteceu lá no Chile”, disse o treinador. “Tivemos dois gols, tivemos outras chances de gol, mas eles também tiveram quatro ou cinco chances vivas de gol. Fomos mais felizes nas conclusões lá, mas tem que ter muito respeito pela qualidade do Colo-Colo. Se imaginarmos que temos vantagem, essa vantagem pode ser diluída em qualquer minuto inicial, e aí fica uma situação difícil”.

Felipão tem mantido a tendência já mostrada com Roger de render mais fora de casa. As duas derrotas até aqui foram como mandante, ainda que sob circunstâncias inusitadas. Além do revés por 1 a 0 para o Cerro, no qual o time teve que jogar com um a menos durante praticamente o jogo todo graças ao cartão vermelho de Felipe Melo, houve ainda a derrota pelo mesmo placar para o Cruzeiro, no jogo de ida da Copa do Brasil. O Palmeiras chegou a empatar no último lance, mas o árbitro Wagner Reway anulou o lance por uma falta duvidosa de Edu Dracena sobre Fábio, sem usar o recurso do árbitro de vídeo.

Para o jogo com o Colo-Colo, dando continuidade ao rodízio de jogadores, Scolari deve promover a volta dos titulares que descansaram na vitória sobre o Cruzeiro no último domingo, pelo Brasileirão. O principal desfalque é de Felipe Melo, que cumpre a segunda partida de suspensão imposta pela Conmebol pela expulsão contra o Cerro Porteño; Thiago Santos será o substituto.

Já do lado chileno, a grande baixa é do capitão e ídolo Esteban Paredes. O atacante sofreu uma lesão muscular e será baixa, podendo ser substituído por Morales, que exerce a mesma função, ou pelo meio-campista Pavez. Outro desfalque é do lateral esquerdo Damián Pérez, expulso no jogo de ida. Suazo e Fierro são os nomes mais prováveis para ocupar a vaga do jogador argentino.

FICHA TÉCNICA

Palmeiras x Colo-Colo

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 03/10/2018 (quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia)
Assistentes: Cristian de la Cruz e Alexander Guzmán (Colômbia)

Palmeiras: Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Bruno Henrique e Thiago Santos; Willian, Moisés e Dudu; Borja. Técnico: Luiz Felipe Scolari

Gostaria de fazer parte da nossa rede de amigos? Basta Clicar aqui!Sim, Eu Quero!